Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.4/1157
Título: Profilaxia de Úlceras de Stresse numa Unidade de Cuidados Intensivos: estado da arte
Autor: Pinho, R
Romãozinho, JM
Palavras-chave: Hemorragia Digestiva
Unidade de Cuidados Intensivos
Úlcera Péptica
Data: 2008
Editora: Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia
Citação: J Port Gastrenterol. 2008; 15 (5): 202-10
Resumo: As lesões da mucosa gastro-duodenal relacionadas com o stresse fisiológico são frequentes nos doentes internados em unidades de cuidados intensivos. Podem condicionar hemorragia digestiva com repercussão hemodinâmica, estando associadas a aumento da mortalidade. A hipoperfusão esplâncnica tem um papel central na sua fisiopatologia. Foram identificados vários factores de risco para a sua ocorrência, sendo os mais importantes a necessidade de ventilação mecânica e a presença de coagulopatia. A ressuscitação hemodinâmica atempada e a manutenção da nutrição entérica são medidas importantes para prevenir estas lesões. Em doentes com factores de risco deverá ser realizada profilaxia farmacológica. Os medicamentos mais estudados são os anti-ácidos, o sucralfato e os antagonistas H2. Têm surgido recentemente estudos sobre o papel dos inibidores da bomba de protões. A escolha da terapêutica farmacológica deverá ter em conta a via de administração, as vantagens e desvantagens de cada fármaco, incluindo o seu custo comparado e a evidência sobre a sua eficácia.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.4/1157
Aparece nas colecções:GAS - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Profilaxia de Úlceras de Stresse numa Unidade de Cuidados Intensivos.pdf1,13 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.